Consulta de busca e apreensão de veículos pode ser feita pela internet

Consulta de busca e apreensão de veículos pode ser feita pela internet

Consulta de busca e apreensão de veículos pode ser feita pela internet

Quando as despesas se acumulam e você não consegue honrar todos os compromissos, atrasar algum pagamento vira solução paliativa. Se o financiamento do veículo é a prestação escolhida para postergar, as ligações dos credores são um sinal de alerta: é preciso fazer uma consulta de busca e apreensão para identificar se o seu bem não corre risco.

Além disso, é importante também entender quando o pagamento atrasado se torna realmente uma ameaça de busca e apreensão do bem, para tentar evitar esse cenário extremo, colocar as contas em dia e reverter a situação.

Ao atrasar prestações do financiamento, proprietário corre risco de perder o bem. Foto: iStock, Getty Images

Como fazer a consulta de busca e apreensão

Receber uma ligação ou carta de cobrança falando sobre busca e apreensão do veículo nem sempre significa que o processo já foi aberto. Essa é apenas uma notificação de que pode acontecer em breve caso a empresa não identifique o pagamento das parcelas atrasadas nos próximos dias.

Então, mantenha a calma, pois você ainda tem um pequeno tempo para negociar a dívida e evitar perder o seu bem.

Para verificar a situação, é possível fazer uma consulta de busca e apreensão no site do Tribunal de Justiça do seu estado. O portal do Conselho Nacional de Justiça possui a listagem com os links de todos os órgãos.

Basta acessar o site e procurar opções como Acompanhamento ProcessualConsulta Processual ou Consulta de Processos (o nome varia de acordo com o estado). Em área especial, será possível encontrar e acompanhar todos os processos abertos contra o seu nome.

Geralmente a consulta de busca e apreensão pode ser feita apenas digitando o nome completo, mostrando todos os processos abertos, inclusive aqueles relacionados a cobrança de dívidas.

Caso os resultados confirmem a existência do processo, é indicado imprimir a página e buscar auxílio jurídico para encontrar a melhor forma de resolver o problema.

Na página, há também os telefones e outras formas de contato para tirar possíveis dúvidas com o Tribunal de Justiça, seja sobre a consulta de busca e apreensão ou sobre como agir em cada situação.

Como funciona o processo de busca e apreensão

As instituições financeiras normalmente esperam chegar a três meses sem o pagamento das parcelas antes de ingressar na Justiça para solicitar a busca e apreensão.

Após receber o mandado e confirmar o processo, o devedor tem o prazo de cinco dias para pagar a dívida, e até quinze dias para apresentar defesa.

Caso não seja registrado o pagamento em cinco dias, o credor passa a ter propriedade plena do bem, solicitando ao oficial de justiça que apreenda o veículo e podendo leiloá-lo para saldar a dívida do devedor.

Para evitar que isso ocorra, é indicado entrar em contato com a instituição financeira para tentar uma negociação. Muitas vezes é possível conseguir descontos para quitar a dívida, ou até mesmo encontrar outras formas de pagamento.

By | 2018-11-07T16:14:12+00:00 November 7th, 2018|Uncategorized|0 Comments

Leave A Comment