Entenda quando são cobrados juros do cartão de crédito

Entenda quando são cobrados juros do cartão de crédito

Entenda quando são cobrados juros do cartão de crédito

Segundo pesquisa realizada em maio deste ano pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), 52 milhões de brasileiros utilizam o cartão como forma de pagamento. No entanto, 96% desse público não conhece as taxas de juros do cartão de crédito. Saiba como funciona essa cobrança e o pagamento mínimo das parcelas mensais.

Quando são cobrados juros do cartão de crédito

Existem quatro formas pelas quais o cliente pode ser cobrado por juros do cartão de crédito. “A primeira delas é quando você não quita o saldo total do bem, e paga uma quantia entre o mínimo e seu total. Sendo assim, o valor não pago constará na próxima fatura, e sobre ele irão incorrer os juros e demais encargos”, explica a educadora financeira Cintia Senna.

96% do público não conhece as taxas de juros do cartão de crédito. Foto: Pixabay

Cíntia esclarece que a segunda, por sua vez, é quando o cliente opta por utilizar a modalidade de parcelamento oferecida pelo banco ou administradora de cartão para pagar sua fatura. Ao fazer isso, serão cobrados os juros contratados, nos respectivos vencimentos, conforme o número de vezes que foi realizado esse parcelamento.

“O terceiro modo é quando não é pago nada da fatura, e esse saldo aparecerá no próximo mês, com a adição dos encargos e juros. Essa cobrança acontecerá até que você quite completamente seu valor. Nessa opção, diferente das anteriores, seu nome poderá constar na lista de inadimplentes”, elucida a educadora.

Por fim, a ultima maneira acontece ao se utilizar a opção saque. Nessa condição, você usa seu cartão para obter dinheiro em papel através dos caixas eletrônicos. Assim, em sua próxima fatura, terá que arcar com os juros entre a data do saque e o pagamento da fatura.

Veja Também:

Como funciona o pagamento mínimo dos vencimentos do cartão?

“Essa é uma opção oferecida para que o cliente possa pagar apenas o correspondente a 15% do saldo total da compra, postergando o valor não pago para ser cobrado no mês seguinte. Ao realizar a opção do pagamento mínimo, você irá arcar, em sua próxima fatura, com os valores já gastos em aquisição de produtos e serviços, com os juros cobrados sobre o saldo devedor restante, somados ao deixado de pagar.”, afirma Cíntia.

A educadora financeira explica que os juros incidentes sobre o pagamento mínimo do cartão de crédito são altos. Além disso, eles acabam gerando um acúmulo no saldo das faturas a cada novo mês. Segundo ela, essa modalidade não é indicada para os consumidores.

“No entanto, caso o cliente desse cartão verifique que não vai ter condições de pagar o saldo total da fatura, deve, em primeiro lugar, conferir se há outras contas para os próximos meses e somar quanto é esse valor. Analise se é apenas o mês vigente que não pode pagar ou se serão nos seguintes também”, aconselha.

Para a educadora, uma dica é buscar em instituições financeiras um empréstimo com taxas de juros mais baratas que as oferecidas pelos juros do cartão de crédito e utilizá-la para quitar as faturas existentes. Além disso, a sugestão é utilizar cartão com a maior prudência possível até finalizar o pagamento da dívida.

Gostou das dicas para juros do cartão de crédito? Compartilhe!

By | 2018-11-07T17:59:22+00:00 November 11th, 2018|Finanças|0 Comments

Leave A Comment