PRODUTOS DA CHINA – COMO IMPORTAR LEGALMENTE (SEM RISCOS)

PRODUTOS DA CHINA – COMO IMPORTAR LEGALMENTE (SEM RISCOS)

PRODUTOS DA CHINA – COMO IMPORTAR LEGALMENTE (SEM RISCOS)

PRODUTOS DA CHINA – COMO IMPORTAR LEGALMENTE (SEM RISCOS)

O método de importar produtos da China tem chamado a atenção de muitas pessoas, pois devido os preços baixos, o lucro se torna grande. Porém, o medo de estar cometendo algo ilegal é o que tem preocupado a maioria das pessoas. Mas nesse artigo você aprenderá a importar legalmente sem correr nenhum risco.

Afinal de contas, Importar produtos da China é Legal?

A resposta é sim. Importar da China é legal. O que deve ser analisado é o método de importação que você irá utilizar.

Baseado na própria legislação do nosso país existem métodos em que você deverá pagar taxas e impostos sobre os produtos assim como métodos em que os impostos poderão ser isentos pela própria receita federal.

Você precisa entender que um produto importado só passa a ser ilegal quando ele chega no Brasil sem nenhum tipo de fiscalização. Todo método de importação que ensino e cursos que recomendo jamais se trata de importação sem fiscalização.

Contrabando é quando um produto é importado sem passar por nenhuma fiscalização. Sendo assim, você jamais estará cometendo esse crime seguindo as nossas dicas.

1ª Dica – Procure um contador

A maneira mais correta e segura de começar um negócio de importação seja por Dropshipping ou montando um estoque, é procurando um contador.

Mesmo com bastantes estudos e cuidados para trazer essas informações aqui, podem haver erros, pois não sou contador.

Tudo o que estou trazendo nesse artigo foi resultado de muito estudo baseado na legislação do nosso país e em grandes especialistas da importação. Mais ainda assim, recomendo a procura de um especialista. Até porque em longo prazo seu negócio deverá estar legalizado.

 9 trabalhos “fáceis” para ganhar muito dinheiro

Prosperidade no network marketing

2ª Dica – Defina qual será seu modelo de Importação

Existem duas maneiras de trabalhar com produtos da China. A mais tradicional é montando um estoque onde depois o produto é vendido. O segundo modelo é através de alguma plataforma na Internet onde é feito uma intermediação sem que a empresa tenha que comprar o produto.

1º Modelo – Estoque

O processo de Estoque se caracteriza comércio. E conforme diz a lei, todo tipo de importação para comércio deve pagar impostos de 60% sobre o preço do produto podendo ser acrescentadas também outras taxas como seguro e transporte, caso já não tenha sido incluídas na fatura do produto.

E claro, é preciso abrir firma e pagar impostos. Dessa forma, os produtos a serem importados devem ser vendidos mais caros para compensar todas as despesas e ainda dar lucro.

É preciso também adquirir o “Radar”, que é o termo dado para a habilitação que sua empresa deve adquirir para importar produtos. Existe radar para pequenas, médias e grandes quantidades de importações.

A vantagem desse método é ter os produtos a pronta entrega, o que se torna mais fácil na hora de vender. Ainda que os impostos sejam altos, o lucro continua sendo muito grande.

2º Modelo – Dropshiping

O Dropshipping pode ser feito através de um site de vendas ou qualquer outra plataforma de loja virtual.

Nessa plataforma você irá expor fotos e informações dos produtos colocando o preço já incluindo seu lucro. Quando o usuário comprar, você receberá o valor e irá até o fornecedor realizar o pedido para o endereço do cliente juntamente com os dados dele e então, o fornecedor enviará.

O que é exatamente o Dropshipping?

Quem faz Dropshipping não importa o produto, mas faz o papel de intermediação de atender e receber o dinheiro do cliente para uma empresa do exterior.

Dessa forma, a sua loja é simplesmente uma plataforma de atendimento do Fornecedor Chinês, mas em português.

Nesse modelo de negócio você não é o importador direto e sim o cliente. Seu serviço foi apenas a intermediação.

Isenção de Impostos no Dropshipping

A isenção de impostos no Dropshipping podem ocorrer pela seguinte forma:

A lei deixa claro que produtos da china e também importado de outros lugares que custarem abaixo de 50 Dólares feita por pessoa física ficam isentas de ser tributadas e pagar 60% do valor. No caso do Dropshipping, a importação é feita pelo próprio cliente. Sendo assim, basta trabalhar com produtos abaixo dos 50 Dólares.

De qualquer forma, o produto será fiscalizado e se a receita quiser taxá-lo, você deverá pagar os devidos impostos.

Caso o produto a ser comercializado ultrapasse os 50 Dólares, os impostos de 60% deverão ser pagos a receita federal.

3ª Dica – Saiba o que a lei diz sobre importação

Para estar por dentro das leis de importação, não poderia deixar de recomendar aqui o próprio site da receita federal.

Primeiro por que não convêm colocar aqui todas as informações importantes, pois tornaria o artigo muito cansativo. Segundo por que as leis podem ser alteradas algum dia. Então nada melhor do que as informações da fonte principal.

>>> Site da Receita Federal

Conclusão

É possível importar produtos da China de maneira legal sem estar cometendo contrabando. Basta definir o modelo de negócio ideal pra você e procurar desenvolvê-lo conforme impõe a legislação e claro, para isso é indispensável conhecer o funcionamento dela.

By | 2018-10-11T17:59:47+00:00 July 26th, 2018|negocios|0 Comments

Leave A Comment